quinta-feira, 8 de junho de 2017

Ansiedade

Acordo assustada
Um pulo, faltam trinta minutos -
Perfeito para por toda a preocupação em dia
O que falta? O que esquecí? Onde errei?

Não quero sair
Chove
Assim como mais tarde eu venho a descobrir
Um temporal dentro de mim

No meio disso tudo
Uma mutidão
Que empurra, pressiona e sufoca
Meus sentimentos vem e vão

O estresse cresce
Eu sinto que vou cair
Tremendo
Uma dor no peito

Pareço queimar
Calor, muito quente
Tiro a roupa de mim
Tentando tirar todo o resto

O resto só aumenta
Muito, demais
Explode e sufoca
Não dá pra controlar

O coração não sabe lidar
Bate, acelera, acalma
Dispara, sem parar
Quase foge de mim

Assustada e desesperada
Não quero ficar só
Que alguém me ajude
Paralisei

As lágrimas escorrem
Dolorosamente
O hoje não foi planejado assim

O estomago também vem
Ele e o coração estão alarmados
Ataque
Queria fugir

Queria não existir
Que sentido tem essa realidade?
Um gosto tão ruim

Abaixo os olhos
É melhor não ver
Toda a realidade
Desse dia que não escolheu ser

Preciso de alguém que me abrace

Parece que assim vai passar
Com um simples toque
E acalmar todo esse vendaval

E que eu dê um tempo pra mim
Dorme, dorme
Talvez desligada
Esse coração que não para
Fuja pra outro lugar


Rápido
Antes que as lágrimas voltem a desabar

Nenhum comentário:

Postar um comentário